Nossa História

Alguns homens vêem as coisas como são e dizem: ‘Por Quê?’
Eu sonho com as coisas que nunca foram e digo: ‘Por Que Não?’

 

De onde surgiu a idéia do “PorQueNão?” ? 

     Depois de muito nos questionarmos – sobre a atual situação da sociedade, dos porquê’s das coisas serem como são, das relações entre indivíduos serem tão supérfluas e, principalmente, de como nosso modo de vida está afetando todas as esferas da vida no planeta e, infelizmente, a maioria das pessoas continua alheia a esse fato – decidimos fazer alguma coisa. Foi aí que surgiu a semente do PorQueNão?. Foram muitos e muitos dias de conversas, dezenas de documentários, livros e textos inspiradores até que o projeto começasse a tomar forma. Muitas ideias vieram à tona.

     A ideia surgiu nas cabeças de Guto Zorello e Viviane Noda no sofá ao final de um documentário entre tantos assistidos naquela época. A questão era: Como nunca tinham ouvido falar em Educação Democrática, preservação das abelhas nativas, agroecologia, permacultura, medicina holística, plantas medicinais, agricultura natural, orgânica, agrofloresta, blockchain, economia colaborativa? Eram inúmeros novos conhecimentos. Assim sentiram o chamado para criar uma rede entre iniciativas transformadoras que já existem no país, mas ainda isoladas.

Resolveram então, fazer um banco de dados que integrasse várias iniciativas, projetos, tecnologias e informações de modo geral que partissem de uma perspectiva mais holística para trabalhar em qualquer que seja o campo. Ou seja, que tivessem como princípio um olhar que agregue o máximo possível de itens do conhecimento atual para, então, partir para a criação. Para isso, pensamos que seria uma boa opção conhecermos esses lugares e essas pessoas, e os contextualizar na nossa atual situação social e cultural. Aliás nenhuma dessas iniciativas surgiu do nada – todas têm um propósito maior que foi e é a base que as sustenta.

alceu Essa ideia evoluiu até decidiram fazer uma expedição pelo Brasil, documentando com vídeos, fotos e relatos, todos os lugares que visitaram – compartilhando abertamente todo esse material. Abrindo, então, novos espaços de discussão e compartilhamento do que está sendo feito para o desenvolvimento de um ambiente mais sustentável e inteligente. Tem muita coisa interessante acontecendo pelo país. Práticas que têm um potencial enorme de mudar a nossa visão de mundo e que não têm a visibilidade que merecem na grande mídia. Elas não aparecem no Jornal Nacional; não são capa de revistas de grande circulação como inúmeros fatos deprimentes, que parece que são colocados ali para perpetuar o medo, o ódio e a desesperança no ser humano. Tendo em vista essa situação, PorQueNão buscamos o que não está sendo mostrado? Se queremos uma real e profunda mudança de paradigmas na sociedade, PorQueNão compartilhamos o que está sendo feito nesse sentido? Se queremos um presente que se sustente bem e garanta a sustentabilidade para as gerações futuras, PorQueNão agirmos de acordo com o que pensamos? Aliás, PorQueNão?

20151218193525_IMG_8804

Maria e Damião nos recebeu com muito carinho no Centro de Envolvimento Agroflorestal na Barra do Turvo.

Após quase um ano de estrada, a viagem termina com mais de 70 iniciativas encontradas e muitas histórias para contar. Felizmente a pesquisa nacional mostrou que duas pessoas era pouco para a quantidade de boas práticas que tem surgido por aí, com isso, o projeto virou um coletivo.

Depois de um chamado no Brasil todo, o sonho de comunicar soluções é compartilhado com um dos grupos mais engajados do país. Hoje o projeto se tornou o primeiro canal de mídia interdependente.

coletivo mococa

 

Saiba mais sobre nossas diretrizes aqui: