A família que se dedica a preservar sementes orgânicas para garantir alimentação mais saudável

A família que se dedica a preservar sementes orgânicas para garantir alimentação mais saudável

por | 23 maio 2016

As sementes crioulas são o tesouro cultivado pelos camponeses ancestrais. Elas são nossa herança genética, nossa evolução, nossa história.

Hoje simplificamos as lavouras em monoculturas, reduzimos a diversidade de alimentos aos produtos “convencionais”. É só observar uma feira e perceber que são sempre os mesmos legumes e verduras. Alface, rúcula, beterraba, batata, tomate e por aí vamos. Acontece que existe uma infinidade de opções de plantas comestíveis que, por motivos puramente econômicos, fomos perdendo o costume de consumí-las. O segredo é que na maior parte das vezes, os diferentões são muito mais nutritivos.

E é aí que entra o trabalho da Verônica Bruch do Sítio Sambalina em Nova Petrópolis no Rio Grande do Sul. Nascida em Rolândia no Paraná, morou mais de 30 anos na Europa e retornou ao Brasil em busca de mais qualidade de vida no meio rural. Hoje ela e sua família trabalha para preservar a diversidade de sementes orgânicas, nativas ou exóticas e por isso, nós e o universo agradecemos pelo cuidado com o animais e com as próximas gerações. É possível comprar mudas e sementes através do site.

 

A curiosidade é ver que os animais como bugios, cobras, veados e muitos outros estão voltado ao seu habitat natural graças ao amor desses lindos guardiões da terra.

 

Chegamos lá em um domingo a noite e mesmo assim fomos muito bem recebidos. Nos demos tão bem que acabamos ficando 4 dias ali. Aprendendo e trocando conhecimento com todos. Inclusive o espaço se tornou um encontro de jovens ambientalistas graças a mente aberta e jovial dos anfitriões. Um antro de conhecimento tecnológico e ancestral misturado.

Fomos presenteados com as sementes e mudas da foto abaixo. Seguimos estrada trocando e compartilhando um pouco dessa herança genética maravilhosa.

porquenão?

Mídia Interdependente

Somos um canal de mídia que, com uma abordagem sistêmica e pensamento coletivo, divulga, conecta e potencializa inciativas socioambientais, buscando despertar para mudanças através de soluções replicáveis. Acompanhe a gente no Facebook, Instagram e YouTube.

Gostou?

Lembramos que a missão do PorQueNão? é divulgar conteúdos riquíssimos como esse.  Conheça a nossa campanha de financiamento.

O que você acha?

Escrito por PorQueNao

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

A cooperativa do MST que transformou o Brasil no maior produtor de arroz orgânico da América Latina

Reflexões de uma cagada – Banheiro Seco